19° dia


Ultimo domingo do mes. Os "Musei Vaticani" (museus do Vaticano) tem entrada gratuita das 8.45 ate as 15.20, incluindo a Capela Sistina, que fica dentro de um dos museus. Nao tive duvida, esse ja era compromisso marcado.

Acordei um pouco antes das 7, me arrumei e me programei para descer na estacao Cipro –  Musei Vaticani (a mais perto dos museus). A estacao Ottaviano – S. Pietro desce perto da basilica, pouco mais de um quilometro de distancia.

Peguei o trem e fui… o trem comecava a encher e eu ja imaginava que haveria alguma fila, porem, tinha notado (dias antes fiz o mesmo caminho ate la para ver como era) que a maioria dos turistas descia antes (na estacao Ottaviano) para ver a basilica e deixava a Capela Sistina para depois. Nao deu outra, na estacao Ottaviano o trem esvaziou. Por alguns instantes pensei que eu estava errado e deveria descer ali tambem, com todos aqueles japoneses e suas cameras ultra-modernas-sofisticadas. Fiquei no trem, e desci adiante. Cipro.

Pelo caminho, encontrei ja alguns grupos organziados de turistas indo para o Museu. Chegando a frente do museu, as 8.10, o que eu ja esperava: a fila. Bom, na verdade eu esperava uma fila modesta… e acabei subestimando a quantidade de turistas (e italianos!) presentes na cidade e interessados em ver a tal Capela Sistina de graca. Resumindo, eu simplesmente segui a fila ate seu final, que era justamente… na Basilica de Sao Pedro!!! Mais de um quilometro de fila! Sim, e nao pensem que eh uma dessas filas comuns, tipo fila indiana, um atras do outro. Era uma fila com fileiras quadruplas, ou quintuplas (nem sei como escrever). Pensei imediatamente, "aqueles japoneses sabiam da fila". Todos eles estavam la, na minha frente. Desceram na estacao anterior porque ja sabiam que a fila estaria acabando por ali. Bom, enfim, tinha muita gente ali e fui me preparando para a jornada da manha. Ainda bem que levei agua e alguns bolinhos que comprei no supermercado (depois vejam as fotos da fila no gallery).

Duas horas e meia depois… consegui entrar finalmente. Passei pela maquininha de deteccao de metais e a mochila pelo raio x. Tive que deixar o tripe da camera no guarda-volumes, pois eh proibido entrar com tripes nos museus do Vaticano.

O museu funciona como um caminho apenas de ida, voce vai apenas caminhando adiante, e tem alguns "atalhos" que dao direto na Capela Sistina, se voce nao quiser ver todas as exposicoes. Eu fui vendo tudo. Os quartos de Rafael, Capela Nicolina, Outras galerias, Capela Sistina e Pinacoteca.

Mas deixem-me contar sobre a Capela Sistina. Subindo as escadas que dao para o acesso a capela, logo vi a famigerada placa "No photo, no flash, no video, no food". Entrei e realmente eh como dizem, voce fica sem palavras para descrever como alguem pode ter pintado aquilo. A pintura principal, do Julgamento Final eh simplesmente impressionante. Poderia ficar horas admirando. Fiquei alguns minutos ali de pe, e logo vagou uma cadeira para sentar (a capela eh toda vazia, e tem apenas cadeiras em forma de "U" enconstadas nas paredes, quem nao fica nas cadeiras tem que ficar de pe). A Capela estava lotada, o que tira um pouco do clima, dados os barulhos das pessoas conversando e os "shhhhss" dos guardinhas para manter o silencio.

Muitos caminhavam com as cameras ligadas e viradas pro teto, outros com as cameras sem flash davam seus cliques. Uns 20 minutos ja haviam se passado e eu ali, numa cadeira, bem no canto da capela… Nao aguentava mais so olhar, precisava mostrar pra voces alguma coisa para dividir a emocao. Saquei a maquina tradicional e dei uns cliques. Saquei a digital e dei mais um. Botei a maquina digital em modo de video e fiz dois filmezinhos das pinturas… e parou por ai… Foi quando o guardinha me viu e disse "I saw you, this way please", apontando pra saida… pois eh… me mandou embora, eheheheehe…. coisas de viajante.

Calma, calma… Tive que sair da Capela Sistina, nao do Museu. Como o caminho era somente de "ida", nao tinha mais como voltar la. Quem sabe no final do mes que vem, descendo na Ottaviano e levando apenas a agua? 🙂

Nao tive pressa para ver o resto do Museu, passeei com calma pelas pinturas sacras do seculo XIV, por entre os altares de igrejas de 1500 e alguma coisa, por tapetes com mais de 10 metros de altura e 15 de comprimento retratando a vida de Jesus. O museu eh enorme. E ainda faltava a pinacoteca, com um acervo historico de milhares de obras religiosas. A cada sala de exposicao, uma "gift shop", vendendo entre outros souvenirs e postais, posters do Julgamento Final da Capela Sistina por 9 euros, e DVD da capela mais os quartos de Rafael por 25 euros. Deve ser por isso que proibem os tripes, fotos e videos. Proibir o flash eu ate entendo, pode estragar as obras e tal… mas o video… sem condicoes.

Enfim, terminei o trajeto do museu, retirei meu tripe de volta na saida, e meus pes nao aguentavam mais as quase 6 horas de jornada.

Ao chegar em casa, fiz um risoto de camarao e uma massa com molho ao pomodoro, com suco de pessego. Dormi o resto da tarde, ate umas 18 horas. Tinha combinado de ligar para o Giovanni e ver se fariamos algo ainda no dia. Nos encontramos num bar ali perto de casa, pois ele estava com um amigo que trabalha no exercito da Italia, e estava indo pra Pisa. Conversamos um pouco e voltei pra casa, pra ouvir musica e dormir.

Information and Links

Join the fray by commenting, tracking what others have to say, or linking to it from your blog.


Other Posts

Write a Comment

Take a moment to comment and tell us what you think. Some basic HTML is allowed for formatting.

You must be logged in to post a comment. Click here to login.

Reader Comments

Be the first to leave a comment!